Férias? E as novas metas!

January 4, 2018

 

 

 

Férias? Que férias?

 

O pensamento continua. Os planos continuam.

 

Então afinal que férias são essas?

 

Não me recordo da última vez que tive período de completo descanso e relaxamento. Seria então esse momento das férias dos alunos um pequeno desligamento das atividades docentes? Talvez, embora estive me preparando para a docência desse ano novo. 2018 chegou! Então, a resposta está mais para não.

 

A cabeça segue conectada. Os sonhos voltados a construção do futuro. O alicerce do pensamento em definição.

 

Os dedos até que parecem de férias ao menos para o violão.

 

(Retirado estão da rotina entre o 15 de dezembro à meados de janeiro o cuidado com as unhas - as pinças das cordas, os exercícios do violonista, o desenvolvimento de arranjos, composições, gravações... E só...)

 

Nessas férias desenvolvi infográficos, pesquisas,  textos para os blogs, e pude de certo modo tirar o atraso da leitura, e definir algumas novas metas. Poderia até considerar um período de reciclagem...

 

Embora espero que essa reciclagem ocorra mês a mês. no ano de 2018 É muito o que se passa em um ano para conseguir rememorar em vinte e poucos dias. Refazer? Ou até avaliar? Muito difícil. Como refletir sobre mil horas-aula dadas? Cursos diferentes...

 

Das conquistas de 2017 sem dúvida o trabalho com o ilustrador Karmo - uma obra ampla e tão cheia de nuances sairá como destaque... Viva o Universo dos Sons!

 

O blog Souza Lima, em português, espanhol e inglês, com 30 mil leitores consolidando-se em menos de três meses, também tem destaque.

 

 

A série de infográficos caracterizando instrumentos, gêneros e agrupamentos, além da história da música brasileira, também possui destaque.

 

 

Corrigir alguns erros? 

 

Sempre. Faltou em 2017 o "tocar". O ano de 2018 inicia com muitos planos, com muitas obras a realizar no plano musical. Do violonista, da canção, dos grupos, dos vídeos...

 

 

 Um ano que promete, bem-vindo 2018! Um feliz ano novo para todos!

 

Claro, que um pesar e uma tristeza. A morte inesperada da minha cachorra Nãna, labradora bege, companheira de tudo, logo a seguir do ano novo, aos 13 anos de idade incompletos, deixa saudade!

 

Vida segue sempre em frente! Sabemos!

 

E dela se deixa apenas uma obra! Lembranças! E para alguns saudade!

 

Abraço!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

todos os direitos reservados 2020

Ouça João Marcondes no Spotify, Deezer, iTunes Music e similares

Contato | 55 11-982296553